Justiça prorroga por 30 dias prazo para depósito de R$1,2 bi sobre Samarco, diz Vale

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016 09:06 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Justiça prorrogou por 30 dias o prazo para que seja efetuada a complementação de depósito no valor de 1,2 bilhão de reais para acautelar futuras medidas reparatórias relacionadas ao rompimento da barragem da Samarco, informou nesta segunda-feira a Vale, uma das acionistas da mineradora.

A decisão foi proferida no âmbito de ação civil pública em tramitação na 12ª Vara Federal da Seção Judiciária de Belo Horizonte, ajuizada contra a Samarco [SAMNE.UL], a Vale e a sua sócia, a BHP Billiton.

A Vale disse ainda, em comunicado, que continuará adotando todas as medidas para assegurar seu direito de defesa dentro dos prazos legais, e manterá o apoio à Samarco para que continuem sendo adotadas as medidas de reparação.

(Por Roberto Samora)

 
Os escombros da escola municipal de Bento Rodrigues, que ficou coberta por lama após o rompimento da barragem da Samarco, uma joint venture entre Vale e BHP Billiton, em Mariana, no Estado de Minas Gerais, Brasil
10/11/2015
REUTERS/Ricardo Moraes/File photo