Setor de habitação tenta limite de R$15 mil para proposta de faixa 4 no Minha Casa Minha Vida

terça-feira, 13 de dezembro de 2016 11:04 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), Rubens Menin, disse nesta terça-feira que a indústria de construção está pleiteando junto ao governo federal a criação da faixa 4 do programa Minha Casa Minha Vida, em que o limite de renda seria de 15 mil reais.

"Propomos essa faixa 4 para atender população fora do radar. Nosso pleito é ambicioso", disse Menin, que também é fundador da MRV. Segundo ele, o governo teria sinalizado um limite de 10 mil reais para renda nessa modalidade do programa.

Ainda de acordo com Menin, o setor também busca reformar as faixas 1,5, 2 e 3 do MCMV. "O pró-cotista hoje tem pouco recurso, nós queremos turbinar o pró-cotista", afirmou Menin durante encontro com jornalistas, em São Paulo.

(Por Gabriela Mello)