Temer afirma que Lava Jato não pode paralisar o país

terça-feira, 13 de dezembro de 2016 17:26 BRST
 

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira que os problemas e os casos de corrupção desvendados pela operação Lava Jato não podem paralisar o país e que é preciso coragem para governar.

"Não podemos deixar que isso paralise o país. E não queremos que isso aconteça. Pode vir a notícia que vier que o país não ficará paralisado", disse Temer em evento no Palácio do Planalto.

"De todo jeito, o país não ficará paralisado porque contra argumento eu apresento o fato. Se há um argumento há um fato aqui de propostas sendo aprovadas pelo Congresso Nacional, valores estão sendo disponibilizados para o crescimento do país", acrescentou.

Ao se referir ao vazamento da primeira das esperadas 77 delações de executivos da Odebrecht, divulgada no último final de semana, Temer lembrou que na segunda-feira pediu à Procuradoria-Geral da República que acelere as delações para que elas possam logo ser homologadas e tornadas públicas.

"Há conflitos, há problemas no país? Há. Mas não podemos mantê-los indefinidamente. Não foi sem razão que ainda ontem eu pedia que essas coisas todas, muitas vezes acusatórias, venham logo à luz", disse o presidente.

"Porque vindo à luz quem foi acusado poderá explicar-se, defender-se, o que for, porque estamos ainda na primeira fase da acusação", acrescentou. "É um longo processo."

MEDIDAS   Continuação...

 
Presidente Michel Temer. 12/12/2016. REUTERS/Paulo Whitaker