Dólar cai ante real com fluxo e de olho em Fed, mesmo sem BC

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016 11:08 BRST
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava ante o real nesta quarta-feira, ajudado por fluxo de ingresso de recursos e sob a expectativa pelo desfecho da reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, nesta tarde.

Por enquanto, o Banco Central brasileiro não anunciou nenhuma intervenção no mercado de câmbio para esta sessão, postura que não adotava desde o dia 1º de dezembro.

Às 10:48, o dólar recuava 0,52 por cento, a 3,3086 reais na venda, depois de acumular baixa de 4,22 por cento nas últimas sete sessões. Se fechar em queda este pregão também, será a maior sequência de desvalorização desde março de 2010.

O dólar futuro tinha leve baixa de 0,90 por cento.

"Hoje é o dia 'D'. Estamos há tempos esperando essa ação do Fed. Mas até ela sair, o mercado pode oscilar", comentou o sócio da Omnix Corretora, Vanderlei Muniz.

O resultado da reunião do Fed será conhecido às 17h (horário de Brasília) e os mercados estão prontos para aumento dos juros para a faixa entre 0,5 e 0,75 por cento, contra 0,25 a 0,5 por cento atualmente, faixa que permanece desde que o Fed promoveu uma alta há um ano.

Mas o pano de fundo da reunião é de maior significado. Após anos em que o Fed mostrou-se inquieto com juros baixos e inflação fraca, as semanas desde a vitória de Donald Trump co presidente dos Estados Unidos levaram ao aumento tanto dos rendimentos dos títulos quanto das expectativas de inflação. Havia a expectativa de que o Fed eleve a taxa em pelo menos duas ocasiões no próximo ano.

O BC brasileiro não anunciou até o momento nenhum tipo de intervenção. Na véspera, fez leilão de linha --venda com compromisso de recompra de dólares-- para rolagem dos contratos que vencem em janeiro.   Continuação...

 
Notas de real e dólar em casa de câmbio no Rio de Janeiro. 10/09/2015        REUTERS/Ricardo Moraes