Crise de liquidez afeta consumo de açúcar da Índia

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016 11:43 BRST
 

MUMBAI (Reuters) - O consumo de açúcar da Índia em 2016/17 deverá se manter estável enquanto a manobra do governo para retirar de circulação papel moeda de alto valor tem afetado a demanda, disse um importante grupo industrial nesta sexta-feira.

O consumo de açúcar do país na nova temporada, que começou em 1º de outubro, foi estimado entre 24,5 milhões de toneladas e 25 milhões de toneladas, ante 24,8 milhões de toneladas no período anterior.

O grupo industrial havia estimado anteriormente que o consumo subiria para 25,5 milhões de toneladas durante o ano.

A Índia é o maior consumidor global de açúcar e segundo produtor, atrás do Brasil.

"Fontes do mercado sugerem que as vendas de açúcar na primeira quinzena de dezembro de 2016 foram fortemente prejudicadas e que a demanda retraída pode persistir até janeiro de 2017", disse a associação das usinas de açúcar da Índia

No último mês, o primeiro-ministro Narenda Modi eliminou as notas de 500 e 1.000 rúpias, ou 86 por cento do valor de dinheiro em circulação, como parte de uma ação punitiva à corrupção e evasão fiscal.

(Por Rajendra Jadhav)