21 de Dezembro de 2016 / às 12:50 / em 10 meses

Principal província de produção de milho da China reduz pedágios para escoamento da safra

PEQUIM (Reuters) - A principal província de produção de milho da China, Heilongjiang, vai cortar as taxas de pedágio das rodovias para caminhões que transportam milho, depois da província vizinha Jilin relaxar as regras para caminhões na semana passada, em um esforço para aliviar engarrafamentos e altos custos.

Caminhões que transportam o milho para fora de Heilongjiang, localizada no cinturão de milho do nordeste da China, ficarão isentos ou pagarão menos taxas nas rodovias, de acordo com o Centro Nacional de Informações sobre Grãos e Óleos da China (Cngoic, na sigla em inglês), citando um documento oficial.

A nova regra vigora a partir de 20 de dezembro deste ano até 30 de abril do próximo ano. Ela diz que os caminhões de transporte de milho para fora da província que fizerem o pedido com antecedência terão passagem rodoviária liberada.

Jilin, a segunda produtora de milho da China, disse na semana passada que os reguladores de estradas não vão parar ou punir os veículos que estão quebrando as regras se eles carregarem uma tonelada acima o novo limite.

A saída da produção do cinturão de milho do nordeste da China é tipicamente transportada por caminhões aos portos e embarcada para as partes do sul do país.

Por Hallie Gu e Josephine Mason

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below