Produtores de MT começam colheita antecipada de soja; trabalho ganha ritmo após Natal

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016 09:07 BRST
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - As primeiras lavouras de soja de Mato Grosso já estão sendo colhidas e os trabalhos deverão ganhar ritmo na semana entre o Natal e o Ano Novo, muito antes do registrado em anos anteriores, após agricultores terem aproveitado uma janela climática bastante favorável para o plantio.

Com os trabalhos de colheita começando precocemente no Estado que responde por cerca de 30 por cento da safra do Brasil, um maior volume de soja estará disponível para vendas e exportações já em janeiro, o que teria potencial de pressionar os preços da oleaginosa na bolsa de Chicago.

O Brasil é o maior exportador global de soja e deve colher uma safra recorde de mais de 102 milhões de toneladas, crescimento de 7,4 por cento ante a temporada passada, afetada pela seca em várias regiões.

"Alguns produtores começaram a colher esta semana. É alguém que teve coragem de plantar em setembro. Arriscaram, mas acabou chovendo logo após o plantio", disse à Reuters o presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), Marcos da Rosa, que é produtor rural no leste de Mato Grosso.

Há relatos de que o trabalho já começou no nordeste do Estado, em algumas pequenas áreas dos municípios de Vila Rica e Confresa, um fato isolado, uma vez que nessa região, de maneira geral, o plantio foi mais atrasado.

Segundo o dirigente da Aprosoja, a maioria dos agricultores do nordeste de Mato Grosso, que havia registrado fortes prejuízos com clima adverso na temporada anterior, adotou cautela nesta temporada 2016/17 e só plantou com as chuvas normalizadas.

Na média do Estado, maior produtor nacional de soja, o trabalho de plantio ocorreu com velocidade recorde. No final de outubro, cerca de 45 dias após o início do período autorizado para o cultivo, dois terços das lavouras de 2016/17 já estavam semeados, quase o dobro do registrado um ano antes.

Assim, muitas lavouras já estarão maduras e prontas para a colheita nos próximos dias.   Continuação...