Ações de varejistas pressionam e derrubam bolsas dos EUA

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016 19:56 BRST
 

(Reuters) - Os índices acionários norte-americanos caíram na quinta-feira, pressionados pela fraqueza dos varejistas, com os investidores recuando após o recente rali alimentado pelo otimismo de que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, revigore o crescimento econômico.

O Dow encerrou em queda de 0,12 por cento, a 19.918 pontos e o S&P 500 recuou 0,19 por cento, encerrando a 2.260 pontos. O Nasdaq teve queda de 0,44 por cento, para 5.447 pontos.

As ações de varejistas caíram após a CNN noticiar que a equipe de transição de Trump está considerando impor uma tarifa de 10 por cento sobre as importações. O índice de bens discricionários do S&P perdeu 1,01 por cento, sua maior queda diária desde outubro.

Após um rali acentuado depois da eleição de 8 de novembro nos EUA, o Dow subiu cerca de 14 por cento no ano e o S&P 500 está 11 por cento mais alto, por apostas de que a economia se beneficiará com os planos de desregulamentação e investimento em infraestrutura de Trump.

Alguns investidores acreditam que os recentes ganhos podem ter tornado as ações muito caras e que o Congresso dos EUA pode barrar grandes gastos em infraestrutura ou redução de impostos propostos por Trump.

(Por Noel Randewich; reportagem adicional por Tanya Agrawal)