Estoque de trigo da Índia deve cair para menor nível em 10 anos, dizem especialistas

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016 14:49 BRST
 

NOVA DÉLHI (Reuters) - Os estoques de trigo da Índia em abril do próximo ano, quando a nova temporada começar, deverão estar em seus níveis mais baixos em mais de uma década, após duas secas sucessivas terem prejudicado a umidade do solo e diminuído a produção, disseram operadores e especialistas do setor.

Os baixos estoques forçarão a Índia a importar cerca de 6 milhões de toneladas de trigo nos anos fiscais que terminam em março de 2017 e março de 2018, para conter os preços locais, que subiram 40 por cento desde o início deste ano fiscal, em abril de 2016, disseram.

Das 2,7 milhões de toneladas contratadas para importação desde abril de 2016, 2 milhões de toneladas já chegaram a vários portos.

"Nós esperamos cerca de 3 milhões de toneladas de trigo importado neste ano e uma quantidade similar no próximo ano, já que os estoques da FCI irão cair para um milhão de toneladas abaixo da meta", disse o analista de mercado Tejinder Narang, de Nova Délhi, referindo-se à estatal Food Corporation of India (FCI).

A FCI, vinculada ao governo, compra grãos de agricultores locais, a um preço estabelecido pelo Estado, para construir reservas e executar um gigantesco programa de distribuição de alimentos. Ele permite que cerca de 67 por cento dos 1,3 bilhão de habitantes da Índia tenham acesso a trigo e arroz extremamente baratos.

(Por Mayank Bhardwaj)