McDonald's abre loja perto do Vaticano e incomoda alguns puristas

terça-feira, 3 de janeiro de 2017 16:24 BRST
 

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O McDonald’s abriu uma franquia apenas a alguns passos de distância do brilhante domo de mármore branco da Basílica de São Pedro, causando indigestão a alguns cardeais e proprietários de negócios locais.

Não houve alarde na abertura da nova loja da gigante de fast food norte-americana em 30 de dezembro, atrás do subjugado exterior do pitoresco Borgo Pio, às portas do lar espiritual de 1,2 bilhão de Católicos Romanos no mundo.

Quando o plano foi revelado no ano passado, um de seus críticos mais contundentes foi o cardeal Elio Sgreccia, que disse que a comida do McDonald’s estava muito longe das tradições gastronômicas romanas e não é das mais saudáveis.

“A grande loja de sanduíches em Borgo Pio é uma desgraça”, disse Sgreccia ao jornal La Repubblica na época.

Em um comunicado, o McDonald’s enfatizou que o novo restaurante está em uma popular área turística fora do Vaticano, embora o prédio em si seja propriedade da Santa Sé.

“Assim como em todos os casos em que o McDonald’s opera em locais históricos na Itália, este restaurante foi completamente adaptado para respeitar o ambiente histórico”, disse a empresa.

Apesar da ira santa em alguns quarteirões, duas freiras foram vistas dentro da loja de fast food no horário de almoço nesta terça-feira.   

Alguns proprietários de empresas locais escreveram ao papa Francisco pedindo para manter o Mcdonald's afastado da região, por temor que a lanchonete possa perturbar a identidade artística, cultural e social do bairro.  

    (Por Isla Binnie)