Bovespa cai 0,4% com influência negativa de Vale e exportadoras de papel e celulose

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017 19:00 BRST
 

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em leve queda nesta quarta-feira, depois de subir quase 4 por cento na véspera, tendo as ações da mineradora Vale e das exportadoras de papel e celulose entre os destaques de baixa, enquanto Usiminas liderou a ponta positiva.

O Ibovespa encerrou em queda de 0,36 por cento, a 61.589 pontos, após oscilar entre queda de 0,8 por cento e alta de 0,2 por cento. O giro financeiro somou 6,15 bilhões de reais, abaixo da média de 7,4 bilhões de reais apurada em 2016.

"Hoje foi dia de recuperar o fôlego depois da alta de quase 4 por cento de ontem", comentou um analista de mercado.

O Ibovespa começou o dia pressionado por realizações de lucros, depois oscilou entre altas e baixas, puxadas por perdas da Vale e ganhos da Petrobras - e apenas se firmou no campo negativo quando a estatal petroleira devolveu os ganhos da abertura.

Além das blue chips de commodities, a ausência de uma tendência para os papéis de bancos também contribuiu para a volatilidade do mercado acionário brasileiro nesta quarta-feira.

Sem surpresas na tão aguardada ata da reunião de dezembro do Federal Reserve, o banco central norte-americano, o Ibovespa manteve a trajetória de queda nos minutos finais do pregão. No documento, o Fed disse que quase todos os seus membros avaliaram que as políticas de estímulo fiscal prometidas pelo presidente eleito Donald Trump aumentam o risco de inflação e muitos veem espaço para aumento mais rápido das taxas de juros.

DESTAQUES   Continuação...