Iraque inicia corte na produção de petróleo em linha com acordo da Opep, diz ministro

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017 10:10 BRST
 

BAGDÁ (Reuters) - O Iraque começou a implementar medidas para reduzir a produção nacional de petróleo, em linha com a decisão recente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de cortar a oferta para impulsionar os preços, disse o ministro de Petróleo do país nesta quinta-feira.

"O Iraque confirma seu comprometimento com a decisão da Opep que foi tomada no último encontro em Viena, ao estabelecer um plano estudado para reduzir a produção dos campos do país a partir do início do novo ano", disse o ministro Jabar Ali al-Luaibi em um comunicado.

A Opep fechou acordo em novembro para cortar a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) a partir de janeiro de 2017. O Iraque, segundo maior produtor do grupo, aceitou reduzir sua oferta em 200 mil bpd, para 4,351 milhões de bpd.

Dependente do petróleo para a maior parte de sua receita, o Iraque inicialmente resistiu aos cortes, dizendo que precisava de receita para financiar sua guerra contra militantes do Estado Islâmico que tomaram um terço de seu território em 2014. Mas o país acabou por aceitar uma redução no acordo da Opep, que estimou a atual produção iraquiana em 4,561 milhões de bpd.

Luaibi disse que o ministério está em discussões com companhias estrangeiras que operam nos enormes campos ao sul do país para implementar alguns cortes durante manutenções programadas.

(Por Stephen Kalin)