Austrália prevê forte queda no preço do minério de ferro

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 09:16 BRST
 

SYDNEY (Reuters) - A Austrália projeta uma acentuada queda no preço do minério de ferro, a mais valiosa commodity exportada pelo país, no que seria um final para a inesperada alta nas cotações da commodity impulsionada pela demanda aquecida da China.

O preço médio projetado pelo país para 2017 é de cerca de 52 dólares a tonelada, uma queda ante a atual cotação de 80 dólares que deve gerar fortes lucros para as grandes mineradoras nos próximos meses.

"Se o preço do minério de ferro começar a cair, a boa performance do ano passado não vai se repetir neste ano", disse o analista de mineração da Shaw & Partners, Peter O'Connor, para quem as principais prejudicadas seriam as pequenas mineradoras.

Em um comunicado amplamente aguardado, o Departamento de Indústria, Inovação e Ciência da Austrália previu nesta segunda-feira que o preço do minério de ferro em 2017 deverá ficar em uma média de 51,60 dólares a tonelada, caindo ainda mais para 46,70 dólares em 2018.

A projeção para 2017 ainda é mais alta que a previsão anterior, de 44,10 dólares, refletindo a alta da commodity no último ano, e amplamente em linha com dúvidas de grandes bancos sobre a continuidade do crescimento industrial na China para sustentar importações anuais de 1 bilhão de toneladas em minério de ferro.

"A alta reflete uma combinação de fatores fundamentais e negociações especulativas. No entanto, com uma provável moderação nesses fatores ao longo do período da projeção, o preço do minério de ferro ainda deverá cair", disse o ministério em seu relatório com perspectivas sobre commodities.

(Por James Regan)