Presidente da China vai promover globalização "inclusiva" em Davos

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017 09:53 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O presidente da China, Xi Jinping, buscará promover "uma globalização inclusiva" em seu discurso no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, neste mês, afirmou nesta quarta-feira o Ministério das Relações Exteriores chinês.

"A globalização econômica está enfrentando resistência", disse o vice-ministro de Relações Exteriores, Li Baodong.

Pequim irá responder à preocupação da comunidade internacional sobre a globalização apresentando as opiniões da China sobre como "conduzir a globalização econômica na direção de uma maior inclusão", disse ele.

A expectativa para o fórum deste ano, de 17 a 20 de janeiro, é de que seja dominado por discussões sobre um surto de hostilidade pública em relação à globalização e ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, cujo discurso duro sobre comércio, incluindo promessas de tarifas contra a China e o México, ajudaram-no a vencer a disputa pela Casa Branca. Trump vai assumir em 20 de janeiro.

Li disse que as críticas sobre protecionismo comercial dirigidas à China por Trump e outros é injusta. "O protecionismo comercial levará ao isolamento e não é do interesse de ninguém", disse ele.

"Os canais de comunicação estão abertos" entre a China e a equipe de transição de Trump no fórum, disse Li, mas alertou que marcar uma reunião pode ser difícil.

(Reportagem de Christian Shepherd)

 
Presidente chinês, Xi Jinping.    02/12/2016           REUTERS/Nicolas Asouri/Pool