Petrobras diz que bate meta pelo 2º ano no país; produção total fica estável

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017 17:27 BRST
 

Por Roberto Samora e Marta Nogueira

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras considerou nesta quarta-feira que cumpriu sua meta de produção de petróleo em 2016 no Brasil pelo segundo ano consecutivo, alcançando recorde histórico anual de 2.144.256 barris por dia (bpd), um aumento de 0,75 por cento ante o ano anterior.

Já a extração total (óleo e gás no país e no exterior) ficou praticamente estável, apesar dos fortes volumes do pré-sal, que de maneira geral foram compensados por uma menor produção na Bacia de Campos e no exterior.

Após anúncio dos volumes nesta quarta-feira, o presidente da companhia, Pedro Parente, ponderou que a produção média diária no ano no país ficou em linha com o objetivo de 2,145 milhões de barris.

"Se alguém disser que não cumprimos a meta, sou capaz de enforcar, mas tudo bem", disse Parente, em tom de brincadeira, em um café da manhã anual com jornalistas, feito em um modelo mais informal, para falar sobre a empresa.

"Nós estamos muito felizes porque é o segundo ano seguido que a empresa cumpre a meta de produção, depois de uma série de anos em que metas de produção eram apenas uma referência... nessa gestão meta é uma coisa séria."

Para 2017, Parente afirmou que a empresa manteve a expectativa de queda na produção de petróleo no Brasil, para 2,07 milhões de barris por dia.

Analistas do Itaú BBA acreditam que a meta de produção deste ano será novamente atingida e que a queda será devido à venda de ativos de exploração e produção.

"Como não houve mudanças significativas no cronograma de plataformas e como a produção em 2016 ficou em linha com as expectativas, acreditamos que a diferença está relacionada aos ativos de produção a serem vendidos", afirmou o banco, em relatório a clientes.   Continuação...

 
Funcionário pinta tanque da Petrobras em Brasília.
30/09/2015
REUTERS/Ueslei Marcelino