ENTREVISTA-Assaí prevê manter ritmo de crescimento em 2017 com plano de expansão destacando NE

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017 17:32 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Assaí Atacadista, bandeira do Grupo Pão de Açúcar que atua no segmento de atacado de autosserviço, espera manter ritmo de crescimento das vendas de 2016 neste ano em estratégia de expansão orgânica que tem o Nordeste como um dos focos de atenção.

O GPA, empresa do grupo francês Casino, divulga nasexta-feira seus números de vendas de 2016, incluindo a receita líquida total Assaí, que deve mostrar forte alta em relação a 2015.

"A perspectiva é chegar ao final do ano (de 2016) com algo por volta de 15 bilhões, 16 bilhões de reais", afirmou à Reuters o presidente do Assaí, Belmiro Gomes, sobre o faturamento da rede de atacarejo.

Em 2015, a receita líquida com vendas totais do Assaí somou 10,45 bilhões de reais, um acréscimo de 25,5 por cento em relação a 2014.

Belmiro disse que os últimos três meses do ano passadoacompanharam o ritmo de expansão na base anual verificado nostrimestres anteriores, principalmente na base mesmas lojas,abertas ao menos por 12 meses consecutivos. No terceiro trimestre, a receita líquida do total de lojasdo Assaí cresceu 45,7 por cento em relação ao mesmo período doano anterior. Nos nove primeiros meses de 2016, apurou alta de39,8 por cento. O GPA não abre dados de mesmas lojas do Assaí.

Para 2017, o GPA prevê abrir seis novas lojas Assaí e converter pelo menos 15 unidades da bandeira Extra Hipermercado em estabelecimentos da rede de atacarejo, para ampliar sua presença no país. Belmiro não especificou as localizações das novas unidades.

O executivo destacou que as 13 novas lojas Assaí de 2016 (11 novas e 2 convertidas) foram pulverizadas em nove Estados e que a ideia este ano é continuar aumentando a capilaridade em todas as regiões, mas citou atenção especial ao Nordeste. O Assaí encerrou 2016 com 107 unidades em 16 Estados, a maior parte na região Sudeste.

"Para 2017, há um foco especial no Nordeste ... nós já fizemos uma ampliação importante ... tem a ver com o fato de o atacado ser uma solução boa onde a logística é muito difícil", afirmou.   Continuação...

 
Presidente do Assai, Belmiro Gomes, durante entrevista à Reuters em São Paulo
10/01/2017 REUTERS/Paulo Whitaker