Temer diz que vai trabalhar para inflação no centro da meta e espera juro básico de um dígito

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017 18:02 BRST
 

(Reuters) - O presidente Michel Temer voltou a comemorar o recuo do inflação e disse nesta quarta-feira que o trabalho agora é colocá-la no centro da meta, de 4,5 por cento. Além disso, o presidente previu que o país caminha para uma taxa básica de juros de um dígito, depois da decisão do Banco Central na véspera.

Na noite de quarta-feira, o Comitê de Política Monetária do BC cortou a taxa Selic em 0,75 ponto percentual, para 13 por cento ao ano. Mais cedo, o IBGE havia anunciado que a inflação medida pelo IPCA ficou em 6,29 por cento no ano passado.

(Por Alexandre Caverni)