Compradores de soja se preparam para negócios travados durante colheita em MT

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017 12:25 BRST
 

Por Gustavo Bonato

PRIMAVERA DO LESTE, Mato Grosso (Reuters) - Compradores de soja em Mato Grosso, principal mercado do país, deverão continuar enfrentando resistência de boa parte dos produtores para fechar negócios de venda da nova safra 2016/17, mesmo com a aceleração da colheita, devido a preços pouco atrativos e boa situação financeira dos agricultores.

A colheita já começou em importantes regiões produtoras e ganhou ritmo nos últimos dias. Até o momento, contudo, as vendas antecipadas nos últimos meses têm ficado abaixo da média histórica, devido à relutância dos agricultores de finalizar negócios nos atuais patamares de preços.

De maneira geral, produtores de Mato Grosso tiveram boas margens de lucro nas últimas temporadas, o que deu a eles fôlego financeiro para evitar vendas em momentos de baixa nos preços.

Agentes do mercado ouvidos pela reportagem em importantes regiões produtoras do Estado acreditam que a situação de negócios mais travados deve perdurar nos próximos meses, mesmo com uma grande oferta física do grão.

"Essa venda no mercado 'spot' vai ser lenta. O produtor está capitalizado... Tem armazém sobrando e a tendência é o produtor esperar para o segundo semestre", disse o diretor da corretora ASP, Ademir José Sari, de Primavera do Leste, no sudeste de Mato Grosso.

Os negócios avançaram um pouco durante dezembro, mas chegaram ao início de janeiro ainda abaixo da média histórica. Segundo consultoria França Junior, as vendas da safra 2016/17 chegaram a 34 por cento em 6 de janeiro, ante 41 por cento da média de cinco anos. Em Mato Grosso, o índice ficou em 50 por cento, ante 53 por cento na média histórica.

O agricultor Jefferson Casteli, que plantou 750 hectares de soja em Primavera do Leste, é um bom exemplo de produtor na defensiva.

"Comprometi (antecipadamente) pouca soja. E agora os negócios estão parados... Como tenho armazém, a ideia é segurar o grão, talvez até o segundo semestre", disse ele, ao lado do silo que já está preparado para receber o resultado da colheita, nas próximas semanas.   Continuação...

 
Plantação de soja em Primavera do Leste, Mato Grosso
07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker