Mercados da China recuam pela 5ª sessão, pressionados pelo setor de tecnologia

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017 07:46 BRST
 

XANGAI/SYDNEY (Reuters) - Os principais índices da China caíram pela quinta sessão consecutiva nesta segunda-feira, pressionados por ações de tecnologia e com os investidores mais receosos em relação às perspectivas para 2017 após declarações do primeiro-ministro e estimativas oficiais sugerindo uma desaceleração do crescimento econômico nas grandes cidades.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,03 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,32 por cento.

O ChiNext Price Index de tecnologia chegou a recuar 6,1 por cento, em sua oitava sessão de perdas, atingindo a mínima de 16 meses uma vez que a aprovação mais rápida das ofertas públicas iniciais de ações (IPO, em inglês) aumentaram a oferta de ações no mercado.

O restante da região recuou em meio às expectativas dos investidores em torno da separação do Reino Unido da União Europeia e pela incerteza política nos Estados Unidos antes da posse do presidente eleito Donald Trump.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,6 por cento às 7:45 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,00 por cento, a 19.095 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,96 por cento, a 22.718 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,32 por cento, a 3.102 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,03 por cento, a 3.318 pontos.   Continuação...