Japonesa Zen-Noh vira sócia de Amaggi e Dreyfus em terminal de grãos no Maranhão

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017 16:50 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As tradings Amaggi e Louis Dreyfus Company (LDC) venderam participação em uma joint venture que opera parte do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) para a japonesa Zen-Noh Grain, segundo comunicado divulgado pela Amaggi nesta segunda-feira.

A Amaggi e a Louis Dreyfus não informaram os valores envolvidos no negócio.

A joint venture opera um dos quatro armazéns no Tegram, que começou a operar em março de 2015 e é um dos destaques entre os novos terminais portuários construídos recentemente no Norte do país.

"Com a entrada da Zen-Noh Grain Brasil, cada um dos três acionistas deterá participação e direitos iguais na joint venture que compreende os negócios de originação de grãos e operação de terminal portuário", disse o comunicado da Amaggi.

Os outros três armazéns do Tegram são operados por Glencore, NovaAgri e CGG Trading.

(Por Gustavo Bonato)