Suzano anuncia alta nos preços da celulose para todos os mercados a partir de 1o de fevereiro

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 17:50 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano Papel e Celulose anunciou nesta quarta-feira alta no preço da tonelada de celulose vendida em todos os mercados a partir de 1o de fevereiro, acompanhando movimentos semelhantes promovidos por rivais nos últimos dias.

A Reuters tinha publicado mais cedo nesta quarta-feira, citando uma fonte do mercado, que a Suzano reajustaria os preços da commodity usada na produção de papel para todos os mercados em 30 dólares.

Segundo a Suzano, para a China, o preço da tonelada de celulose será elevado para 600 dólares. Na Europa, o preço vai para 710 dólares e na América do Norte o valor subirá para 890 dólares a tonelada.

"A Suzano entende que os fundamentos de mercado neste momento suportam esse anúncio", afirmou a companhia em comunicado à Reuters.

O último aumento de preços promovido pela Suzano entrou em vigor no primeiro dia do ano, depois de uma elevação de 20 dólares no início de dezembro.

O anúncio desta terça-feira segue-se a reajustes de mesma intensidade divulgados nos últimos dias pelas rivais Fibria e Eldorado Brasil, também válidos a partir de 1o de fevereiro.

Às 17h45, as ações da Suzano exibiam valorização de 0,53 por cento, invertendo queda registrada mais cedo. Fibria tinha valorização de 0,22 por cento, enquanto o Ibovespa mostrava recuo de 0,39 por cento.