EXCLUSIVO-Governo quer realizar 2º leilão do pré-sal de 2017 em novembro, prevê outro para 2018

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017 17:06 BRST
 

Por Leonardo Goy e Stephen Eisenhammer

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal pretende realizar em novembro o segundo leilão deste ano de áreas de petróleo e gás localizadas na camada pré-sal, e quer realizar outro leilão do pré-sal em 2018, disse nesta quinta-feira à Reuters o secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do ministério de Minas e Energia, Márcio Félix.

A ideia é realizar, também em 2018, um leilão de áreas sob regime de concessão, incluindo áreas marítimas no pós-sal e campos terrestres, além de um leilão de campos marginais em terra.

Segundo Félix, em junho o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) deverá deliberar sobre um calendário, a ser divulgado ainda este ano, que trará um cronograma, com indicações das áreas, para os leilões do setor de petróleo e gás nos próximos cinco anos.

"A gente que colocar uma previsão, de modo que as empresas enxerguem que (os leilões já marcados) não são andorinhas perdidas", disse o executivo.

Segundo ele, além do horizonte de 5 anos, com indicação de áreas, o calendário também deve ter uma previsão mais genérica do que pode ocorrer em até 10 anos.

Em 2017, o governo quer realizar a segunda e a terceira rodadas de leilões de áreas do pré-sal, sob o regime de partilha. A primeira, em que a área de Libra foi ofertada, ocorreu em 2013.

A segunda rodada, que o governo quer antecipar para o primeiro semestre deste ano, envolve quatro áreas adjacentes a grandes descobertas já realizadas e que precisarão passar por processo de unitização.

Já a terceira rodada do pré-sal (a segunda deste ano), que deve ocorrer em novembro, envolveria "áreas exploratórias, não unitizáveis", que ainda não foram perfuradas.   Continuação...