Ações europeias recuam ao nível mais baixo em três semanas

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017 16:04 BRST
 

MILÃO (Reuters) - As ações europeias recuaram nesta segunda-feira, pressionadas pelo setor bancário, pela queda de papéis ligados ao petróleo e pelo recuo nas ações da Fingerprint Cards depois que o ex-CEO da empresa e um integrante do conselho foram presos.

O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,4 por cento, ampliando a queda da semana passada para o seu patamar mais baixo de fechamento desde 29 de dezembro, com o mercado de ações reagindo ao discurso de posse do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na sexta-feira, cujo tom foi protecionista.

O índice britânico FTSE recuou 0,7 por cento, depois que a libra subiu para a máxima de um mês em relação ao dólar.

A empresa de tecnologia sueca Fingerprint Cards registrou a maior queda do índice STOXX 600, perdendo 7,5 por cento depois que o integrante conselho Lars Soderfjell e o ex-CEO Johan Carlstrom foram presos.

A ação da Allianz caiu 1,1 por cento e da Intesa recuou 2,9 por cento, ajudando a arrastar o setor bancário europeu, com queda de 1,2 por cento.

Os papéis do setor de petróleo, no entanto, registraram as maiores quedas setoriais, recuo de 1,4 por cento conforme o preço do petróleo caiu.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,48 por cento, a 1.425 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,66 por cento, a 7.151 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,73 por cento, a 11.545 pontos.   Continuação...