Exportação da JBS no Paraguai cresce 12% em 2016

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017 16:13 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A unidade da JBS no Paraguai registrou alta de 12 por cento no volume de exportações de carne bovina in natura em 2016 na comparação com 2015, com ações realizadas nas plantas intensificando os ganhos de eficiência e de produtividade.

"O Paraguai passou a ter um papel ainda mais relevante na economia do Mercosul devido ao seu significativo e sustentável crescimento econômico na última década", disse o presidente da JBS Paraguai, Felipe Azarias, em nota.

De acordo com a empresa, 85 por cento de toda produção da JBS Paraguai é destinada às exportações, tendo como principais destinos Chile, Rússia, Vietnã, Brasil, Israel, Alemanha, Holanda, Iraque, Kuwait, entre outro.

"A estabilidade monetária, a existência de programas consistentes para atrair investimentos, a abundância de água e terras férteis para a agricultura e pecuária tornam o país uma plataforma de produção importante e estratégica no fornecimento de alimentos para o mundo", acrescentou o executivo.

As vendas destinadas ao mercado paraguaio, por sua vez, cresceram 2,5 por cento em 2016, ano em que a unidade teve o melhor resultado operacional desde 2009, com crescimento de 30 por cento no Ebitda por cabeça de gado em relação a 2015.

A JBS, maior produtora global de carnes, está presente no Paraguai com três unidades de processamento de bovinos, em Assunción, San António e Belén.

De acordo com a empresa, inauguração do frigorífico de Belén, em outubro de 2016, garantiu à companhia a liderança de mercado de carne bovina no país e aumentará em 87,5 por cento capacidade de abate da empresa, para 3 mil cabeças por dia.

(Por Paula Arend Laier)