Trump retira EUA de acordo Transpacífico e reduz laços com Ásia

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017 17:26 BRST
 

Por Roberta Rampton e Steve Holland

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta segunda-feira decreto que retira formalmente os EUA do acordo comercial Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), distanciando o país de seus aliados asiáticos num momento em que a influência da China na região aumenta.

Cumprindo uma promessa de campanha para acabar com o envolvimento norte-americano com o pacto de 2015, Trump assinou decreto no Salão Oval da Casa Branca, retirando os Estados Unidos do pacto de 12 nações.

"Grande coisa para o trabalhador americano", disse Trump ao assinar o decreto em seu terceiro dia completo no cargo. O republicano afirma que o acordo comercial prejudicaria a indústria norte-americana.

O acordo, apoiado em massa pelo setor empresarial dos EUA, foi negociado pelo governo do ex-presidente Barack Obama, mas nunca aprovado pelo Congresso. Era o principal pilar econômico do governo Obama para a região Ásia-Pacífico para combater a China.

Trump despertou preocupações no Japão e em outras partes da Ásia-Pacífico com sua oposição ao TPP e suas demandas de campanha para que aliados dos EUA pagassem mais por sua segurança.

Harry Kazianis, diretor de Estudos de Defesa do Centro para o Interesse Nacional em Washington, disse que Trump deve agora encontrar uma maneira alternativa de tranquilizar aliados na Ásia.

"Isso pode incluir vários acordos bilaterais de comércio. Japão, Taiwan e o Vietnã devem ser abordados primeiro, uma vez que são fundamentais para qualquer nova estratégia na Ásia que o presidente Trump for adotar", afirmou ele.

  Continuação...

 
Presidente Donald Trump assina decreto que retira EUA do acordo Transpacífico. 23/01/2017.  REUTERS/Kevin Lamarque