Trump pede mais empregos e fábricas nos EUA antes de encontro com executivos de montadoras

terça-feira, 24 de janeiro de 2017 13:04 BRST
 

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, irá pressionar os principais executivos da General Motors, da Ford e da Fiat Chrysler para aumentar a produção nos EUA e impulsionar o emprego para norte-americanos.

"Eu quero que novas fábricas sejam construídas aqui para carros vendidos aqui!", disse Trump em publicação no Twitter antes de um encontro com executivos de montadoras, dizendo que discutirá o emprego nos EUA com os principais executivos do setor.

Trump criticou as montadoras pela fabricação de carros no México e em outros lugares, e ameaçou impor tarifas de 35 por cento sobre veículos importados.

O encontro é o sinal mais recente do incomum grau de intervenção de Trump para um presidente norte-americano em assuntos corporativos, à medida que pediu repetidamente para montadoras e outras indústrias "comprarem produtos americanos e contratarem norte-americanos".

Será a primeira vez que os CEOs das três grandes montadoras se encontrarão com um presidente norte-americano desde uma reunião em julho de 2011 com o então presidente Barack Obama para tentar acordar sobre quase dobrar os padrões de eficiência de combustível até 2025.

A Fiat Chrysler é a matriz ítalo-americana da Chrysler, que era sediada em Michigan.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, disse na segunda-feira que Trump "está ansioso para escutar ideias sobre como podemos trabalhar juntos para trazer mais empregos de volta a esta indústria".

 
Presidente dos EUA, Donald Trump, cumprimenta líderes da indústria automotiva na Casa Branca.    24/01/2017   REUTERS/Kevin Lamarque