Premiê do Japão diz que próximo presidente do BC deve dar seguimento a postura de Kuroda

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 07:11 BRST
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou que o próximo presidente do banco central deverá ser alguém que continue com a postura adotada por Haruhiko Kuroda, sinalizando que a política monetária ultrafrouxa pode ser mantida por anos.

O mandato de cinco anos de Kuroda, escolhido por Abe para comandar os esforços do Banco do Japão para acabar com a deflação, acabará em abril do próximo ano.

"O Banco do Japão adotou um afrouxamento monetário sem precedentes sob o presidente Kuroda, o que tem exercido efeitos pretendidos sobre os preços", disse Abe ao Parlamento nesta segunda-feira.

"O presidente Kuroda tem minha total confiança. Espero que o próximo presidente seja alguém que assuma a postura de política dele", disse Abe, acrescentando que é cedo demais para debater detalhes sobre a escolha.

As declarações de Abe deixam aberta a chance de Kuroda ser indicado para um segundo mandato, dizem alguns analistas.