Bovespa fecha em baixa de 2,6% com realização de lucros; commodities pesam

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 19:09 BRST
 

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em forte queda nesta segunda-feira, espelhando o mau humor que tomou conta das bolsas internacionais, com os papéis relacionados a commodities entre os destaques negativos, em uma sessão marcada por forte realização de lucros.

O Ibovespa encerrou em baixa de 2,62 por cento --maior queda percentual diária em dois meses--, a 64.301 pontos. Na mínima do dia, o indicador chegou a ceder 2,8 por cento, a 64.164 pontos.

O giro financeiro somou 5,69 bilhões de reais, abaixo da média diária de 6,96 bilhões de reais em 2017 apurada até a sexta-feira passada.

De acordo com agentes do mercado, investidores aproveitaram o dia de aversão global a risco para embolsar parte dos lucros obtidos nas últimas semanas.

"A Bovespa vinha subindo muito, estava devendo alguma correção", disse o analista Fernando Góes, da Clear Corretora, acrescentando que vê espaço para mais realizações de lucros.

"Acho que é uma correção saudável, especialmente para o investidor que está de fora poder comprar", afirmou Goés. De acordo com ele, os fundamentos do mercado doméstico não se alteraram, embora o noticiário político inspire cautela.

No Brasil, investidores monitoram os desdobramentos da operação Lava Jato, após a ministra presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, ter homologado as 77 delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht no âmbito da operação Lava Jato.

No exterior, o fechamento dos mercados chineses em razão do feriado do Ano Novo Lunar concentra as atenções nas tensões geopolíticas desencadeadas por decisões do novo presidente norte-americano, Donald Trump.   Continuação...