Bolsas europeias sobem com sólidos resultados e indicadores macroeconômicos

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017 16:38 BRST
 

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias interromperam uma sequência de três dias em queda nesta quarta-feira, lideradas pelo avanço do setores de mineração e industrial, após sólidos resultados corporativos e dados fortes da China e da Europa.

O índice pan-europeu STOXX .STOXX fechou em alta de 0,8 por cento, depois de ter atingido o patamar mais baixo em uma semana na terça-feira. Os índices alemão DAX .GDAXI e francês CAC .FCHI avançaram 1,1 por cento e 1 por cento, respectivamente.

"Os mercados de ações em toda a União Europeia estão mais fortes hoje apoiados por uma rodada de resultados corporativos do que o esperado, bem como de dados melhores do setor manufatureiro da China do que o previsto", disse Stephane Ekolo, estrategista-chefe da Market Securities em Londres.

A atividade industrial da França cresceu no ritmo mais rápido em quase seis anos em janeiro, com a demanda subindo, enquanto o crescimento industrial alemão foi o maior em três anos. A indústria da Itália também avançou, embora em um ritmo mais lento. [nL1N1FM0C7]

O setor de mineração teve a maior alta setorial, de 1,6 por cento, depois que dados mostraram que a atividade no setor manufatureiro da China avançou ligeiramente mais do que o esperado em janeiro. A China é um grande consumidor de metais. [nL1N1FM0BW]

As ações da Volvo (VOLVb.ST: Cotações) ficaram entre as maiores altas da Europa, com avanço de 4,7 por cento, depois que a montadora superou as previsões com um lucro de 5,66 bilhões de coroas suecas e elevou sua previsão para o mercado europeu de caminhões.

As ações do grupo industrial alemão Siemens (SIEGn.DE: Cotações) atingiram seu nível mais alto desde setembro de 2000, depois de elevar suas projeções, com o salto no lucro da empresa no primeiro trimestre fiscal. As ações avançaram 5,6 por cento.

O índice FTSEurofirst 300 .FTEU3 fechou em alta de 0,83 por cento, a 1.433 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times .FTSE avançou 0,12 por cento, a 7.107 pontos.   Continuação...