Brasil e Argentina buscarão laços mais próximos com México em meio à ameaça de protecionismo dos EUA

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017 13:24 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - Brasil e a Argentina querem laços comerciais mais estreitos com o México e outros países da Aliança do Pacífico que serão atingidos pelo crescente protecionismo dos Estados Unidos, disseram os presidentes dos dois países na terça-feira.

Em uma visita de Estado a Brasília, o presidente da Argentina, Mauricio Macri, disse que o Mercosul deve buscar laços mais estreitos com o México, a maior economia da América Latina depois do Brasil.

A Aliança do Pacífico é um bloco comercial latino-americano que inclui México, Chile, Colômbia e Peru.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu e Alonso Soto)