Índice de Xangai atinge máxima em quase um mês

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017 07:43 BRST
 

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - O índice acionário de Xangai atingiu a máxima de quase um mês nesta quarta-feira, com a forte alta nas ações do setor financeiro apagando as preocupações iniciais diante de dados mostrando que as reservas cambiais do país caíram abaixo do nível psicológico.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,53 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,46 por cento.

As reservas cambiais da China caíram inesperadamente abaixo do nível de 3 trilhões de dólares em janeiro pela primeira vez em quase seis anos.

O pessimismo, porém, foi revertido ao longo da sessão, com alguns investidores se concentrando no fato de que a queda mensal das reservas foi a menor em sete meses, sinalizando que os controles de capital mais fortes estão funcionando.

O índice MSCI passou a maior parte da sessão em território negativo mas revertia a queda, porém mantendo-se abaixo das máximas de quatro meses, diante de dúvidas sobre as políticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e com a eleição na França.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,18 por cento às 7:41 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,51 por cento, a 19.007 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,66 por cento, a 23.485 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,46 por cento, a 3.167 pontos.   Continuação...