February 8, 2017 / 10:40 AM / in 5 months

BC da Índia mantém juros de olho na tendência de inflação

2 Min, DE LEITURA

MUMBAI (Reuters) - O banco central da Índia manteve a taxa de juros pela segunda reunião consecutiva, optando por esperar por mais clareza sobre como a tendência da inflação e a repressão ao "dinheiro sujo" afetarão o crescimento econômico.

O banco central da Índia também mudou sua postura para "neutra", de "expansionista", dizendo que vai monitorar a inflação, apesar dos pedidos para que sustente uma economia afetada pela decisão em novembro do primeiro ministro, Narendra Modi, de abolir cédulas de alto valor em uma tentativa de conter o dinheiro não declarado, ou "dinheiro sujo".

O comitê de política monetária do banco central votou nesta quarta-feira por 6 votos a 0 para manter a taxa de recompra em 6,25 por cento, na terceira decisão unânime consecutiva desde que foi criado em setembro.

Pesquisa da Reuters na semana passada mostrou que 28 dos 46 entrevistados acreditavam que o banco central cortaria os juros em 0,25 ponto percentual, à menor taxa desde novembro de 2010.

"O comitê decidiu mudar a postura de expansionista para neutra, mantendo a política de juros para avaliar como os efeitos transitórios da desmonetização sobre a inflação e a lacuna de produção se desenrolam", disse o banco central em comunicado.

A decisão do banco central decepcionou os investidores, elevando os rendimentos dos títulos da Índia de 10 anos.

Por Suvashree Dey Choudhury e Rafael Nam

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below