Syngenta vê fechamento do acordo de compra pela ChemChina no 2º trimestre

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017 15:41 BRST
 

FRANKFURT/ZURIQUE (Reuters) - O grupo suíço de pesticidas e sementes Syngenta adiou o prazo esperado para o fechamento da compra de 43 bilhões de dólares da empresa pela ChemChina para o segundo trimestre de 2017, mas disse que estava tendo progresso em ganhar aprovação regulatória para o acordo.

A transação é importante para a China, o maior mercado agrícola do mundo, que está em busca do portfólio de químicos e sementes protegidas por patentes da Syngenta para ajudar a ampliar a oferta de alimentos para sua grande população.

"A ChemChina e a Syngenta fizeram progresso significativo para alcançar as aprovações regulatórias necessárias e fechar a transação", disse a Syngenta nesta quarta-feira, ao reportar lucro acima do esperado para 2016, um sinal de que a saga do negócio que já dura um ano não afetou os negócios.

"Ainda vemos chances muito altas (90 por cento) do acordo ser fechado com sucesso", disse o analista da Bernstein Research, Jeremy Redenius, em nota.

O prazo de fechamento para a tomada de controle da Syngenta foi adiado no ano passado para o primeiro trimestre de 2017, mas órgãos antitruste da União Europeia estenderam em janeiro o prazo final para sua decisão até 12 de abril.

O acordo já recebeu aprovações de 13 autoridades regulatórias, mas ainda faltam os avais do Brasil, Canadá, China, União Europeia, Índia, México e Estados Unidos.

(Por Ludwig Burger e Michael Shields)