8 de Fevereiro de 2017 / às 19:21 / em 8 meses

SBM Offshore prevê queda na receita em 2017 pelo terceiro ano consecutivo

(Reuters) - A holandesa SBM Offshore, maior companhia global de aluguel de embarcações para a indústria do petróleo, estima que sua receita cairá 15 por cento em 2017, uma vez que vê sinais iniciais de estabilização na indústria em mar, mas alertou que a recuperação é lenta.

“2017 não vai ser um bom ano em termos de entrada de pedidos... ainda estamos numa fase de recuperação lenta na indústria”, disse o presidente Bruno Chabas, acrescentando que espera mais pedidos em 2018.

A SBM, que aluga, opera e vende unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo (FPSO, na sigla em inglês), espera receita líquida para 2017 de cerca de 1,7 bilhão de dólares, um declínio de 15 por cento na comparação com o ano anterior, e o terceiro declínio anual consecutivo.

Já o Ebitda de 2016 subiu 67 por cento para 772 milhões de dólares, superando estimativas de analistas.

“O segmento de locação e operação foi impulsionado com a entrega de três unidades em 2016 que estavam em construção por dois ou três anos e que começaram seus longos contratos de aluguel”, disse o analista da Kepler Cheuvreux, Andre Mulder.

Por Jochen Elegeert

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below