Suzano vê fundamentos favoráveis no curto prazo e analisará novos aumentos em preço da celulose

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017 12:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano Papel e Celulose avalia que os fundamentos do mercado sustentam os aumentos de preço de celulose anunciados e que a perspectiva para o curto prazo é favorável, afirmou nesta sexta-feira o diretor executivo da unidade de negócios de papel e celulose da Suzano, Carlos Aníbal de Almeida.

Segundo ele, a empresa está confiante quanto à implementação dos reajustes de preço da celulose. "E vamos ver se temos espaço para outro aumento no mês de março", disse Aníbal, em teleconferência com analistas sobre o resultado do quarto trimestre, destacando a melhora do mercado chinês.

Em relação aos investimentos, o presidente da companhia, Walter Schalka, reiterou que o cenário macroeconômico e a volatilidade tanto do câmbio quanto dos preços da celulose deixaram a Suzano mais conversadora. O investimento (capex) projetado para 2017 é de 1,83 bilhão de reais.

Schalka disse ainda que a Suzano não deve investir neste ano em negócios sem potencial para ganhar escala e que não há planos para nenhuma aquisição relevante em terras e florestas.

(Por Gabriela Mello)