9 de Fevereiro de 2017 / às 14:04 / em 8 meses

Cooxupé vê oferta apertada de café e retenção de grãos no mercado doméstico

GUAXUPÉ, Minas Gerais (Reuters) - A atual escassez de café no Brasil, com baixos estoques, poderá ser compensada por uma redução nas exportações do país, que é o maior fornecedor global da commodity, estimaram nesta quinta-feira executivos da Cooxupé, maior cooperativa de cafeicultores do mundo.

Segundo Carlos Paulino da Costa, presidente da cooperativa, o café do Brasil é o mais barato do mundo e pode acabar ficando retido mercado doméstico caso haja demanda da indústria.

O superintendente comercial da Cooxupé, Lúcio Dias, disse em entrevista coletiva, que a cooperativa não tem conseguido atender diversos pedidos de exportação devido à dificuldade de originação do produto.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below