ENTREVISTA-Norueguesa Scatec construirá usinas solares no Ceará em parceria com Kroma

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017 12:29 BRST
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa norueguesa de energia solar Scatec vai construir quatro usinas fotovoltaicas no Ceará em parceria com um grupo local, com investimentos estimados em cerca de 600 milhões de reais, disse à Reuters o presidente da Kroma Energia, que é sócia minoritária nos empreendimentos.

Os noruegueses terão uma participação de 80 por cento no complexo de usinas Apodi, que vendeu antecipadamente a produção em um leilão de energia promovido pelo governo federal no final de 2015.

A produção de energia precisa ter início em novembro de 2018, mas as empresas pretendem antecipar essa data. As usinas somarão um total de 120 megawatts em capacidade.

"Estamos trabalhando para antecipar em no mínimo seis meses", afirmou o presidente da Kroma, Rodrigo Pedroso.

Ele disse que a Kroma, que atua na comercialização de eletricidade e desenvolvimento de projetos de energia, partiu em busca de um sócio para os empreendimentos após vencer a licitação do governo em 2015.

"Participamos do leilão sozinhos, mas quisemos somar com um parceiro com know-how, inclusive na execução (de obras em energia solar)", disse Pedroso.

O cronograma atual prevê o início da construção das usinas em maio deste ano, e as empresas estão próximas de fechar uma solução de financiamento para o empreendimento.

"Estamos buscando financiamento com o Banco do Nordeste, em conjunto com um financiamento internacional", afirmou o executivo da Kroma.   Continuação...