Trump promete anúncio "fenomenal" sobre impostos nas próximas semanas

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017 18:40 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na quinta-feira que faria um importante anúncio sobre impostos em algumas semanas, levando o dólar a subir, apesar dos sinais do Congresso de que o cronograma para a reforma tributária está escapando.

"Reduzir o fardo tributário como um todo sobre os negócios americanos é mega importante. Isso está vindo muito bem. Estamos muito à frente do cronograma", disse Trump durante uma reunião com executivos de empresas aéreas na Casa Branca

"Vamos anunciar algo, diria ao longo das próximas duas ou três semanas, que será fenomenal em termos de impostos e de desenvolvimento de nossa infraestrutura aeroviária", disse Trump nesta quinta-feira.

O presidente, que se comprometeu a reduzir a alíquota do imposto para pessoas jurídicas nos EUA de 35 para 15 por cento durante a campanha do ano passado, não deu nenhuma indicação sobre o que o anúncio poderia implicar.

O dólar subiu mais de 1 por cento contra o iene e subiu amplamente após comentários de Trump.

Os investidores aguardam impacientemente detalhes sobre as promessas da campanha de Trump de injetar na economia dos EUA estímulo fiscal em grande escala por meio de gastos adicionais e cortes de impostos.

"Foi um amplo avanço do dólar impulsionado por manchetes de que Trump planeja anunciar algo fenomenal sobre os impostos nas próximas semanas, em suas palavras", disse Kathy Lien, diretora-gerente da BK Asset Management. "Esse foi realmente o ponto crucial para a elevação do dólar logo após sua eleição, e eu acho que os investidores estão ficando realmente animados sobre isso novamente."

A Casa Branca e os republicanos na Câmara dos Deputados estão negociando com o objetivo de chegar a um acordo sobre a reforma tributária, incluindo uma controversa proposta de ajuste na aduana que vem sendo atacada por varejistas, refinarias de petróleo e montadoras.

Os republicanos, que inicialmente esperavam concluir a reforma tributária nos primeiros 100 dias do governo Trump, previram recentemente que a legislação deve emergir da Câmara em meados de 2017 e possivelmente será votada antes do recesso de agosto do Congresso.   Continuação...