Mercados chineses ficam praticamente estáveis após dados da inflação

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017 07:51 BRST
 

XANGAI/SYDNEY (Reuters) - Os principais índices acionários da China ficaram praticamente estáveis nesta terça-feira depois que dados mostraram que a inflação do país acelerou para máximas de vários anos e reforçou uma mudança por parte de Pequim para uma postura de política monetária mais apertada.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,01 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,05 por cento.

A taxa de inflação ao consumidor da China em janeiro teve a maior alta desde maio de 2014 em relação ao ano anterior, enquanto o índice de preços ao produtor atingiu o maior nível desde agosto de 2011, superando as expectativas do mercado e aumentando os sinais de recuperação econômica.

Já o índice MSCI atingiu a máxima de 19 meses com o potencial de estímulo econômico nos Estados Unidos sustentando o dólar, os rendimentos dos títulos e as ações em Wall Street.

No entanto, há cautela nos mercados antes da declaração da chair do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen. Ela fala às 13h (horário de Brasília), podendo dar mais pistas sobre a probabilidade de duas ou mais altas dos juros nos EUA neste ano.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,15 por cento às 7:49 (horário de Brasília), em sua quinta sessão consecutiva de altas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,13 por cento, a 19.238 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,03 por cento, a 23.703 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,05 por cento, a 3.218 pontos.   Continuação...