Chuvas em Mato Grosso preocupam produtores de soja

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017 15:22 BRST
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - Chuvas que atingiram Mato Grosso nos últimos dias e que estão previstas para os próximos colocam em alerta produtores de algumas regiões do principal Estado produtor de soja do país.

Fotografias que circulam em redes sociais tiradas na região de Campo Novo do Parecis impressionam, com lavouras submersas e pessoas com água na altura da cintura.

"Em algumas regiões teve mesmo alagamento", disse o produtor rural Alex Utida, que planta soja na região de Campo Novo do Parecis.

"Entre sexta-feira e sábado foram chuvas potentes", disse ele, acrescentando, no entanto, que foram casos pontuais.

Segundo o diretor técnico da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja MT), Nery Ribas, apesar de episódios mais graves isolados, como alguns alagamentos, ainda é cedo para fazer uma avaliação de danos à safra de soja do Estado.

Ele ressaltou que problemas podem ser registrados de maneira mais generalizada em função do excesso de umidade --e não necessariamente por inundações--, que prejudica a qualidade dos grãos.

"No geral, temos preocupação em termos de qualidade de safra, quebra, perda. Fatalmente vamos ter problemas de grão ardido, perda de produtividade", afirmou Ribas, referindo-se aos grãos que estão prontos para colheita e são expostos à umidade por vários dias seguidos no campo. Esses grãos acabam fermentando e passam a ter baixíssimo valor comercial.

Produtores que entregam aos compradores carregamentos com um percentual acima do permitido de grãos avariados acabam recebendo grandes descontos no preço recebido.   Continuação...