14 de Fevereiro de 2017 / às 21:10 / 8 meses atrás

Bovespa fecha em queda de 0,38%, pressionada por correção das ações da Vale

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou esta terça-feira em baixa, com papéis da Vale passando por ajuste negativo após a forte alta da véspera, enquanto os ganhos da Petrobras limitaram as perdas.

Telão com gráficos mostrando flutuações dos índices de mercado na Bolsa Bovespa, no centro de São Paulo 09/05/2016 REUTERS/Paulo Whitaker/File photo

O Ibovespa recuou 0,38 por cento, a 66.712 pontos. O giro financeiro foi de 8,79 bilhões de reais.

A baixa nesta sessão interrompeu uma sequência de cinco altas, que levou o Ibovespa a acumular alta 4,65 por cento até a véspera, quando fechou na máxima desde março de 2012.

Apesar de ajustes pontuais serem esperados, as perspectivas para o mercado acionário brasileiro seguem favoráveis. Mais cedo, estrategistas do UBS elevaram a recomendação para as ações brasileiras para “compra”, citando que os fundamentos finalmente melhoraram, prevendo o Ibovespa em 77 mil pontos no final de 2017.

O índice mudou de direção algumas vezes ao longo do dia e chegou a engatar uma queda mais acentuada no início da tarde, recuando pouco mais de 1 por cento na mínima da sessão, quando o movimento de queda buscou respaldo na fala da chair do Federal Reserve, Janet Yellen. No entanto, o movimento perdeu fôlego rumo ao fim do pregão.

Segundo operadores, embora Yellen tenha indicado que o banco central norte-americano está a caminho de subir a taxa de juros em uma das próximas reuniões, sua fala não trouxe grandes novidades em relação ao tom que vinha adotando em suas mais recentes declarações.

DESTAQUES

- VALE PNA caiu 3,36 por cento e VALE ON perdeu 3,94 por cento, pior desempenho do índice, em correção após subirem 6,79 e 9,18 por cento, respectivamente, na segunda-feira, alcançando as maiores cotações de fechamento desde janeiro de 2013. No ano, as ações PNA ainda acumulam alta de 38 por cento, enquanto as ON têm alta de quase 34 por cento.

- SANTANDER perdeu 3,68 por cento, entre as maiores quedas do Ibovespa e destoando das demais ações do setor bancário, após acumular alta de mais de 12 por cento nos 4 pregões anteriores.

- GERDAU perdeu 1,2 por cento, e CNS teve perda de 1,27 por cento, na esteira do recuo dos papéis da Vale, ainda que os preços do futuro do minério de ferro e do vergalhão de aço na tenham avançado em mais uma sessão na China. Já USIMINAS devolveu as perdas ao longo do dia e fechou com ganhos de 0,18 por cento [nL1N1FZ0FV]

- PETROBRAS PN subiu 1,28 por cento e PETROBRAS ON avançou 1,51 por cento, acompanhando os preços do petróleo no mercado internacional, que subiram apoiados nos cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). [O/R]

- LOCALIZA subiu 4,11 por cento, liderando as altas do Ibovespa. A sessão deveria marcar a estreia da rival Unidas na bolsa, mas a empresa cancelou a oferta de ações na sexta-feira, deixando apenas a Movida como concorrente na bolsa. [nE6N1F900E]

- HERMES PARDINI, que estreou nesta terça-feira na bolsa, mas não faz parte do Ibovespa, fechou negociada a 20,70 reais, alta de 8,95 por cento ante o preço de sua oferta inicial de ações, de 19 reais.

Reportagem adicional de Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below