Procuradores da Venezuela fazem operação em escritórios da Odebrecht

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 08:21 BRST
 

CARACAS (Reuters) - As autoridades venezuelanas realizaram uma operação nos escritórios da Odebrecht em Caracas na terça-feira, com os promotores aprofundando uma investigação sobre a construtora brasileira que admitiu pagar cerca de 98 milhões de dólares em subornos para obter contratos governamentais na Venezuela.

"A investigação visa esclarecer a situação e determinar se os projetos para os quais a empresa foi contratada foram concluídos", disse o Ministério Público em comunicado.

Em dezembro, a Odebrecht e a petroquímica afiliada Braskem se declararam culpadas em um tribunal norte-americano por violar as leis norte-americanas de suborno estrangeiro pagando funcionários para ajudar a garantir lucrativos contratos de construção em 12 países.

Segundo o acordo negociado, a Odebrecht e representantes pagaram cerca de 98 milhões de dólares em subornos a funcionários e intermediários do governo na Venezuela entre 2006 e 2015 - o maior valor fora do Brasil.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse que os responsáveis ​​devem ser punidos, mas seus críticos dizem que seu governo tem sido lento para responder ao escândalo.

(Reportagem de Eyanir Chinea)

 
Logo da Odebrecht visto em construção em Caracas, Venezuela.    26/01/2017     REUTERS/Carlos Garcia Rawlins