Mercados chineses recuam, mas índice asiático atinge máxima de 19 meses

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 07:40 BRST
 

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - Os mercados acionários da China reverteram ganhos iniciais e fecharam em baixa nesta quarta-feira, com as ações dos setores de tecnologia e recursos básicos dando uma pausa após recente alta.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,40 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,16 por cento.

A maioria dos setores recuou, liderados pelos de matérias-primas e industrial liderando as quedas.

O índice ChiNext de start-ups recuou 0,9 por cento, a maior queda desde 24 de janeiro.

Já o índice MSCI atingiu a máxima de 19 meses, impulsionado pelas máximas em Wall Street depois que a chair do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, sinalizou uma possível alta dos juros no próximo mês.

Yellen disse na terça-feira que o Fed provavelmente precisará elevar os juros em uma das próximas reuniões e que o atraso na decisão pode deixar o comitê do banco central atrás da curva. [nL1N1FZ0VT]

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,72 por cento às 7:38 (horário de Brasília), tendo atingido a máxima a desde julho de 2015.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,03 por cento, a 19.437 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,23 por cento, a 23.994 pontos.   Continuação...