BM&FBovespa obtém liminar suspendendo julgamento no Carf sobre uso de ágio em fusão

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 09:48 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A BM&FBovespa informou nesta quarta-feira que foi concedida liminar determinando ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) a suspensão do julgamento sobre uso de critério fiscal equivocado na fusão que deu origem à empresa.

O comunicado ao mercado é um esclarecimento a notícia veiculada na mídia sobre o assunto.

De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico nesta quarta-feira, a BM&FBovespa obteve nova liminar na 6ª Vara Cível do Distrito Federal para suspender o julgamento.

A suspensão trata do julgamento do auto de infração da Receita Federal que questiona a amortização, para fins fiscais, em 2010 e 2011, do ágio gerado quando da incorporação de ações da Bovespa Holding S.A. pela BM&FBovespa em 2008.

A BMF&Bovespa foi multada em cerca de 1,1 bilhão de reais e Carf está julgando um recurso contra a multa.

(Por Paula Arend Laier)