Grécia precisa de "muito menos" dinheiro do que definido em 3º resgate, diz autoridade

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017 10:38 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Grécia vai precisar de menos empréstimos de emergência de credores internacionais do que originalmente definido em seu terceiro programa de resgate devido a uma evolução orçamentária melhor do que esperado, disse o chefe do fundo de resgate da zona do euro, Klaus Regling, segundo o jornal alemão Bild desta segunda-feira.

Regling disse ao jornal que, no final do pacote de reformas da Grécia em agosto de 2018, o Mecanismo de Estabilidade Europeu vai "provavelmente terá pagado muito menos do que o montante máximo definido de 86 bilhões de euros" porque o orçamento grego está tendo um desempenho melhor do que esperado.

As declarações foram dadas pouco antes dos ministros das finanças da zona do euro se reunirem em Bruxelas para avaliar o progresso da Grécia no cumprimento das condições de seu resgate.

A revisão do programa de resgate da Grécia tem sido afetada por atrasos e disputas entre Atenas e seus credores da União Europeia e Fundo Monetário Internacional.

À medida que surgem desentendimentos sobre as metas fiscais da Grécia, o alívio da dívida e as reformas prometidas, crescem os temores de que a Europa pode enfrentar uma nova crise financeira.

(Por Michael Nienaber)

 
Chefe do fundo de resgate da zona do euro, Klaus Regling, em conferência em Nicosia, Chipre

01/11/2016     REUTERS/Yiannis Kourtoglou