Wal-Mart impulsiona e índices dos EUA fecham em recorde de alta

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017 19:28 BRT
 

Por Lewis Krauskopf

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos subiram para novas máximas nesta terça-feira, impulsionados por fortes resultados trimestrais do Wal-Mart e do Home Depot e pelo otimismo contínuo sobre a agenda econômica do presidente Donald Trump.

O índice Dow Jones Industrial Average subiu 0,58 por cento, a 20.743 pontos, o S&P 500 avançou 0,60 por cento, para 2.365 pontos, e o Nasdaq Composite subiu 0,47 por cento, a 5.865 pontos.

Todos os três índices fecharam em recorde de alta, sendo que o Dow encerrou em nível recorde pela oitava sessão consecutiva.

As ações do Wal-Mart registraram o melhor desempenho do Dow Jones Industrial Average, com alta de 3 por cento, depois que o maior varejista do mundo informou vendas maiores do que as esperadas nos EUA.

As ações do Home Depot subiram 1,4 por cento, após a varejista de materiais para reforma e melhoramento de casas divulgar lucro trimestral e vendas acima do previsto, impulsionados por um forte mercado imobiliário nos EUA.

Os ganhos na sessão foram generalizados, com todos os 11 principais setores do S&P 500 fechando em alta, sendo que quase uma em cada cinco ações do índice de referência atingiu um novo máximo de 52 semanas.

O S&P acumula alta de 10,6 por cento desde a eleição de Trump em 8 de novembro, provocada pela promessa de reforma tributária, desregulamentação e aumento de gastos com infraestrutura.

"Houve um período na semana passada, eu acho, em que as pessoas estavam ficando um pouco preocupadas se o governo estava se desviando", disse Rick Meckler, presidente da LibertyView Capital Management em Jersey City, Nova Jersey.

"Alguns dias depois, essas preocupações parecem ter cedido temporariamente", disse Meckler. "Se a sua plataforma avançar, eu acho que muitos investidores vêem isso como muito positivo para as avaliações de ações."