Índice recua pressionado por perdas em commodities e com balanços no radar

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 11:45 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa operava em território negativo nesta quarta-feira, após fechar acima dos 69 mil pontos na véspera, em sessão marcada pela baixa em commodities e com investidores atentos ao intenso noticiário corporativo por conta da divulgação de balanços.

Às 11:42, o Ibovespa caía 0,64 por cento, a 68.610 pontos. O giro financeiro somava 1,84 bilhão de reais.

O tom de cautela ganhava ainda algum respaldo na expectativa pela ata da mais recente reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, que será divulgada às 16:00 (horário de Brasília), com investidores em busca de pistas sobre quando os juros voltarão a subir na maior economia do mundo.

Localmente, o Banco Central divulga a decisão sobre a taxa básica de juros após o fechamento dos mercados locais. Pesquisa Reuters indica que o BC deve cortar a Selic em 0,75 ponto percentual, para 12,25 por cento.

Além disso, após a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF), o mercado aguardava o avanço da proposta de nova fase do programa de regularização de ativos no exterior, que deve ser votada nesta sessão no Senado.

DESTAQUES

- GERDAU PN caía 3,37 por cento, entre os destaques negativos do índice. A empresa teve prejuízo líquido consolidado ajustado de 205 milhões de reais no quarto trimestre, pior que o resultado negativo de 41 milhões de reais registrado um ano antes. A sessão também era marcada por queda nos preços do minério de ferro na China.   Continuação...