Vários membros do Fed veem que alta dos juros nos EUA virá "muito em breve", mostra ata

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 16:49 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Muitos membros do Federal Reserve, banco central norte-americano, disseram que pode ser apropriado aumentar os juros novamente "muito em breve", caso os dados de emprego e inflação estejam alinhados com as expectativas, mostrou a ata da mais recente reunião do Fed divulgada nesta quarta-feira.

O documento do encontro do início desse mês, quando o Fed votou por manter as taxas de juros, também mostrou a profundidade da incerteza no Fed diante da falta de detalhes sobre o novo programa econômico do governo do presidente Donald Trump.

"Muitos participantes expressaram a opinião de que pode ser apropriado aumentar a taxa juros outra vez muito em breve se a informação futura sobre o mercado de trabalho e a inflação estiverem em linha, ou mais forte, do que as expectativas atuais", informou o Fed.

Na semana passada, a chair do Fed, Janet Yellen, disse que esperar muito tempo para elevar as taxas novamente seria "insensato" e deu forte indicação de que o banco central permanece no caminho de considerar aumentar as taxas novamente.

Os preços das ações nos Estados Unidos caíram marginalmente após a publicação da ata e os rendimentos dos Treasuries dos EUA também recuaram.

Dezessete membros deliberam em cada reunião sobre a possibilidade de alterar a taxa de juros, embora apenas 10 deles tenham direito a voto.

Entre os membros com direito a voto, havia muito menos urgência de aumentar as taxas, com muitos vendo apenas "risco modesto" de que a inflação aumentaria significativamente e que o Fed "provavelmente teria tempo suficiente" para responder se surgissem pressões sobre os preços.

Em dezembro, o Fed previu aumentar as taxas três vezes em 2017 e até agora leituras robustas sobre a economia têm reforçado a confiança de muitos membros.

A ata mostrou ainda que continuava a incerteza sobre os planos econômicos da nova administração do presidente Donald Trump, com os membros do Fed aguardando detalhes para avaliar como as políticas afetariam as perspectivas econômicas.   Continuação...