Bovespa fecha em queda de 1,18% em movimento de ajuste, mas sobe 3% no mês

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017 18:57 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em baixa nesta sexta-feira, com o movimento de ajuste apoiado na queda dos preços das commodities e na cautela com a cena política, na última sessão antes do feriado de Carnaval.

O Ibovespa caiu 1,18 por cento, a 66.662 pontos. Na semana, o índice caiu 1,6 por cento, mas acumulou ganho de 3 por cento em fevereiro. O giro financeiro na sessão somou 8,35 bilhões de reais.

"O mercado está bastante esticado, então os grandes players acabam realizando um pouco... É um movimento normal e precisa dar essa correção para que outros investidores, receosos com o alto patamar, voltem ao mercado", disse o gerente de renda variável da H.Commcor, Ari Santos.

O ruído político ajudou a amparar o ajuste, após notícias envolvendo o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, José Yunes, ex-assessor e amigo do presidente Michel Temer, disse ter recebido um pacote em seu escritório a pedido de Padilha e teria sido entregue ao doleiro Lúcio Funaro, preso no âmbito da Lava Jato.

As preocupações envolvendo o núcleo do governo ganharam força um dia após notícias de ruptura dentro do PMDB. Na quinta-feira, o vice-presidente da Câmara, o deputado Fábio Ramalho (MG) declarou que iria "romper" com o governo após a informação de que o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) seria anunciado como novo ministro da Justiça.

A Bovespa permancerá fechada na segunda e terça-feira, reabrindo na quarta-feira, às 13h.

DESTAQUES   Continuação...