Rússia considera exportar parte dos estoques estatais de grãos

sexta-feira, 3 de março de 2017 09:06 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia, um dos maiores exportadores de trigo do mundo, está considerando exportar parte de seu estoque de grãos de 4 milhões de toneladas para liberar espaço nos silos antes que a nova safra chegue, disseram fontes da indústria.

A capacidade de armazenamento da Rússia está caindo após o país ter colhido uma safra recorde de grãos de 121 milhões de toneladas em 2016, com perspectivas para este ano também parecendo favoráveis.

O Ministério da Agricultura está buscando permissão do governo para exportar até 500 mil toneladas de grãos do estoque estatal, informou uma fonte familiarizada com o assunto.

A questão está em discussão, mas ainda não foi acordada, disse outra fonte.

Um movimento para a venda de alguns dos estoques exigiria a permissão do governo, disse o diretor da consultoria SovEcon, Andrey Sizov.

A Rússia detém trigo, cevada e centeio em seus estoques.

O ministério compra grãos do mercado doméstico todos os anos para aumentar seu estoque.

Um ano atrás, as finanças apertadas e a falta de espaço de armazenamento diminuíram as compras do ministério.

O país tem cerca de 120 milhões de toneladas de capacidade de armazenamento de grãos, mas apenas algumas das instalações são capazes de armazenar grãos de boa qualidade, de acordo com a União de Cereais da Rússia.   Continuação...